Nossos artigos são produzidos por cooperativas e empresas sociais formadas por pessoas presas, nas quais elas continuam trabalhando mesmo quando alcançam a liberdade. Toda a renda gerada com as vendas é dividida entre detentos e ex-detentos cooperados, ajudando a mantê-los longe da criminalidade.

Na gíria dos presídios brasileiros, Tereza é uma corda improvisada, feita com lençóis amarrados, usada em tentativas de fuga. Agora, transformou-se em sinônimo de produtos de qualidade, com a missão de garantir que os presos nunca voltem ao cárcere. Tereza continua significando liberdade. Não de forma transitória, mas permanente, oferecendo uma alternativa ao crime através do empreendedorismo e do trabalho em rede.

Ver todos