“Tereza” é o nome que as pessoas presas dão a cordas improvisadas, feitas com lençóis amarrados, usadas em tentativas de fuga. Hoje, transformou-se em sinônimo de produtos de qualidade. Tereza continua significando liberdade -não de forma transitória, mas permanente, oferecendo às pessoas em situação de vulnarabilidade uma alternativa ao crime por meio do trabalho em rede.

Através de seu programa Empreendedorismo Atrás e Além das Grades, o Instituto Humanitas360 promove capacitação e geração de renda através de cooperativas sociais formadas dentro e fora de penitenciárias, com pessoas privadas de liberdade, egressas do sistema prisional e vítimas de violência doméstica. O H360 atua como incubadora das cooperativas e coach de cada cooperado, fornecendo capital semente, apoio no desenvolvimento de produtos e gestão do negócio, além de suporte jurídico, de assistência social e espiritualidade. Atualmente, o programa apóia as cooperativas Cuxá, em São Luís do Maranhão, e Anahy, em São Paulo, e está implantando quatro novas unidades no Rio Grande do Sul.

Tereza é um negócio social criado para comercializar os artigos produzidos pelas cooperativas incubadas pelo H360. Oferece a elas este marketplace online e completo suporte de marketing, incluindo o desenvolvimento de produtos, precificação, promoção e apoio à comercialização.

Conheça mais sobre a realidade enfrentada pelas pessoas que passam pelo sistema prisional brasileiro acessando o Guia do Egresso,  desenvolvido pelo Instituto Humanitas360.